12 abril 2012

ultra.burla


“Que só por me ser vedado
Sair deste meu ser formal e condenado,
Erigi contra os céus o meu imenso Engano
De tentar o ultra-humano, eu que sou tão humano!”

José Régio

Sem comentários:

Enviar um comentário