30 agosto 2012

há mar e mar...

a utilidade da percepção abrangente permite a escuta, pois dá para captar a necessidade do outro. parece válido que se ouça com os ouvidos e que segure com os olhos.

atenta-se uma global dedicatória à pele e ao cheiro. toca-se com todos os sentidos, numa entrega voluntária. oferenda-se o próprio ademane.

porém, nem tais gesticulares desenhos parecem chegar. há aí pessoas a afogar-se.


Sem comentários:

Enviar um comentário