28 fevereiro 2014

as escolhas dos seres inanimados




HÁ 
indubitáveis perdas de tempo

desgastes da beleza alheia

ataques desmedidos ao prazer de sorrir dos outros

roubos de posições

desabamentos de ideais

abusos reiterados da imagem de terceiros

necessidades intrínsecas em aniquilar o que de melhor se tem

laivos arrogantes pousados em cima de um título conseguido por que sim




SENTE-SE 

urgência em publicitar movimentos 

gozo em tentar atingir 

quebrar o que nem sequer conseguiu subsistir 



FOI

fácil...


E como diz um querido amigo... as reticências são três pontos finais.







Sem comentários:

Enviar um comentário