04 abril 2014

como diz o Bon Iver: "and at the end of all your lines"



se a vida fosse uma linha, seria tracejada algumas vezes. outras talvez um traço grosso e preto, quase como um borrão. tantas outras seria talvez um arco-íris com muitas luzinhas a saltarem de umas cores para as outras. 

se a vida fosse uma linha, dou conta que muitas vezes deslizo em cima dela como em corda bamba. se tenho medo? imenso. mas lá sigo na linha fina ou espessada, preta ou colorida. não tem grande sentido perceber se vou à frente ou atrás. vou na minha, de braços abertos - quem precisa de ser agarrado tem de os manter bem abertos. acho eu.

e o medo? quando aparece, aprendi a responder-lhe "e a vida?"







Sem comentários:

Enviar um comentário