16 abril 2014

Ele há palavras que dão cabo de tudo

Eu gostava de ter um blogue daqueles de trazer por casa. Daqueles bem simplórios que falam do cocó do cão e do vizinho que teve uma inundação em casa. Eu gostava muito de escrever textos sobre o sr. da tv cabo, da mercaria que não tem panos da swiffer, do creme para as rugas. 

Na verdade, eu gostava muito de me preocupar com rugas e com o que comer amanhã. Gostava de fazer balanços que incluíssem as minhas expectativas face à falta que me fazem os tempos áureos. Eu gostava mesmo de acusar a vida de ser madrasta. 

Mas não consigo. 

Talvez por isso, tão poucos são os que me conseguem aturar nisto de tornear sentidos em montanhas de palavras. 


Sem comentários:

Enviar um comentário